Sugestão
Subscribe to the Subscribe
And/or subscribe to the Daily Meditation Newsletter (Many languages)

Meditação Diária com Krishnamurti


pixabay.com

Por que Não Devemos Ter Prazer?


Observamos um bonito pôr-do-sol, uma linda árvore, um rio com um movimento largo, sinuoso, um rosto belo, e olhar para isso dá-nos um grande prazer, deleita-nos. Que mal há nisso? Parece-me que a confusão e o sofrimento começam quando esse rosto, esse rio, essa nuvem, essa montanha se transforma em memória, e essa memória, então, exige uma maior continuação do prazer; queremos que essas coisas se repitam. Todos nós sabemos isto. Conheci um determinado prazer, ou vocês sentiram deleite com algo, e queremos que isso se repita. Quer seja um prazer de ordem sexual, artística, intelectual, ou de qualquer outra ordem, queremos que se repita — e penso que é aí que o prazer começa a obscurecer a mente e cria valores que são falsos, que não são reais.

O que importa é compreender o prazer, não tentarmos vermo-nos livres dele — isso é demasiado estúpido. Ninguém se pode ver livre do prazer. Mas é essencial compreender a natureza e a estrutura do prazer; porque se a vida for só prazer, e se é isso que queremos, então juntamente com o prazer vêm o sofrimento, a confusão, as ilusões, os falsos valores que criamos, e portanto não pode haver clareza alguma.

© 2016 Copyright by Krishnamurti Foundations


                         Diaspora      rss 

Exceto quando houver diferente indicação, o conteúdo deste site está licenciado sob a 'Creative Commons Attribution 4.0 International License'
Web Statistics