Sugestão
Subscribe to the Subscribe
And/or subscribe to the Daily Meditation Newsletter (Many languages)

Meditação Diária com Krishnamurti


pixabay.com

Onde Existir a Possibilidade de Dor, Não Existe Amor


Aquele que interroga quer saber como pode agir com liberdade e sem se reprimir a si mesmo quando sabe que as suas acções vão magoar aqueles que ama. Sabem, amar é ser livre — ambas as partes são livres. Onde existir a possibilidade de haver dor, onde houver a possibilidade de sofrer por amor, não se trata de amor, é meramente uma forma subtil de posse, de ganância. Se vocês amarem, se amarem verdadeiramente uma pessoa, não há qualquer possibilidade de a magoarem quando estiverem a fazer algo que pensam que está certo. É somente quando vocês querem que essa pessoa faça o que vocês desejam ou quando essa pessoa quer que vocês façam o que ela deseja, que existe dor. Ou seja, vocês gostam de ser possuídos; sentem-se a salvo, seguros, confortáveis; embora saibam que esse conforto é transitório, vocês abrigam-se nesse conforto, nessa transitoriedade. Portanto, cada luta por conforto, por encorajamento, não faz mais do que trair a falta de riqueza interior; e portanto uma acção à parte, separada do outro indivíduo, vai naturalmente originar perturbação, dor e sofrimento; e uma das pessoas tem de suprimir o que realmente sente de forma a poder ajustar-se à outra. Por outras palavras, esta repressão constante, originada pelo assim chamado amor, destrói os dois indivíduos. Nesse amor não há liberdade; trata-se apenas de uma sujeição subtil.

© 2016 Copyright by Krishnamurti Foundations


                         Diaspora      rss 

Exceto quando houver diferente indicação, o conteúdo deste site está licenciado sob a 'Creative Commons Attribution 4.0 International License'
Web Statistics