Sugestão
Subscribe to the Subscribe
And/or subscribe to the Daily Meditation Newsletter (Many languages)

Meditação Diária com Krishnamurti


pixabay.com

O Sentimento e a Emoção Alimentam a Crueldade


Podemos observar que nem a emoção nem o sentimento têm qualquer lugar que seja no que diz respeito ao amor. O sentimentalismo e a emoção são meras reacções de gostar ou não gostar. Gosto de si e fico imensamente entusiasmado consigo — gosto deste sítio, "oh, é lindo" e tudo o mais, o que implica que não gosto de um outro e assim por diante. Portanto, o sentimento e a emoção alimentam a crueldade. Já alguma vez observaram isto? A identificação com o trapo a que se dá o nome de bandeira nacional é um factor emocional e sentimental e por causa desse factor vocês estão prontos a matar outro ser humano — e a isso se chama amor à pátria, amor pelo vizinho...? Podemos constatar que sempre que o sentimento e a emoção estão presentes, o amor não está. É a emoção e o sentimento que alimentam a crueldade do gostar e do não gostar. E também podemos ver que onde existe inveja, não existe amor, como é óbvio. Sinto inveja de si, porque tem uma posição melhor que a minha, um emprego melhor, uma casa melhor, é mais bonito, mais inteligente, mais animado e eu sinto inveja de si. Eu não digo directamente que o invejo, mas entro em competição consigo, o que é uma forma de inveja, de ciúme. Portanto a inveja e o ciúme não são amor, e eu elimino-os; não vou agora falar sobre como eliminá-los e entretanto continuar a ser invejoso — eu elimino-os realmente, da mesma forma que a chuva limpa a poeira acumulada ao longo de muitos dias numa folha, eu simplesmente os limpo.

© 2016 Copyright by Krishnamurti Foundations


                         Diaspora      rss 

Exceto quando houver diferente indicação, o conteúdo deste site está licenciado sob a 'Creative Commons Attribution 4.0 International License'
Web Statistics