Sugestão
Subscribe to the Subscribe
And/or subscribe to the Daily Meditation Newsletter (Many languages)

Meditação Diária com Krishnamurti


pixabay.com

Meditação


Vamos investigar, passo a passo, o que é a meditação. Por favor, não estejam até ao fim na esperança de ficarem com uma descrição completa de como meditar. O que estamos a fazer neste momento faz parte da meditação.

Então, o que temos de fazer é estar atentos ao pensador, e não tentarmos resolver a contradição e fazer surgir a integração do pensamento e do pensador. O pensador é a entidade psicológica que acumulou experiência sob a forma de conhecimento: é o centro ligado ao tempo que é o resultado da influência do meio eternamente em mudança, e a partir deste centro ele olha, escuta, experimenta. Enquanto não compreendermos a estrutura e a anatomia deste centro, haverá sempre conflito, e uma mente que está em conflito não pode compreender a profundidade e a beleza da meditação.

Na meditação não pode haver nenhum pensador, o que significa que o pensamento tem de chegar ao fim — o pensamento que é impulsionado pelo desejo de alcançar um resultado. A meditação não tem nada que ver com a obtenção de um resultado. Não se trata de respirar de uma determinada forma, ou de olhar para o nariz, ou de fazer despertar o poder de efectuar determinados truques, nem de nada do resto de todo esse disparate infantil... A meditação não é algo separado da vida. Quando vocês estão a conduzir um automóvel ou sentados num autocarro, quando vocês estão a conversar sem um propósito definido, quando passeiam sozinhos num bosque ou observam uma borboleta a ser levada pela brisa — prestar uma atenção sem escolha a tudo isto é parte da meditação.

© 2016 Copyright by Krishnamurti Foundations


                         Diaspora      rss 

Exceto quando houver diferente indicação, o conteúdo deste site está licenciado sob a 'Creative Commons Attribution 4.0 International License'
Web Statistics