Sugestão
Subscribe to the Subscribe
And/or subscribe to the Daily Meditation Newsletter (Many languages)

Meditação Diária com Krishnamurti


pixabay.com

Existe uma Tranquilidade


Espero que ouçam, mas não com a memória daquilo que já sabem; e isto é algo de muito difícil. Vocês estão a ouvir qualquer coisa, e a vossa mente de imediato reage com o seu conhecimento, as suas conclusões, as suas opiniões, as suas memórias passadas. Ela ouve, perguntando para ter uma compreensão futura. Observem-se a vós mesmos, como estão a ouvir, e verão que é isto que está a acontecer. Ou estão a ouvir com uma conclusão, com conhecimento, com determinadas memórias, experiências, ou então desejam uma resposta, e sentem-se impacientes. Vocês querem saber o que tudo isto significa, o que significa a vida, a extraordinária complexidade da vida. Não estão realmente a ouvir. Só poderão ouvir quando a mente estiver tranquila, quando a mente não está a reagir de forma imediata, quando existe um intervalo entre a vossa reacção e aquilo que está a ser dito. Então, nesse intervalo, há tranquilidade, há um silêncio no qual, e só nele, há uma compreensão, que não é uma compreensão intelectual. Se houver um hiato entre o que é dito e a vossa própria reacção ao que está a ser dito, nesse intervalo, quer o prolonguem indefinidamente, por um longo período, quer apenas por alguns segundos — nesse intervalo, se observarem, vem a clareza. É o intervalo que é o cérebro novo. A reacção imediata é o cérebro velho, e o cérebro velho funciona no seu próprio sentido tradicional, aceite, reaccionário, animalesco. Quando se suspende isso, quando se suspende a reacção, quando se verifica um intervalo, então descobrirão que o novo cérebro age, e é somente o novo cérebro que pode compreender, não o cérebro velho.

© 2016 Copyright by Krishnamurti Foundations


                         Diaspora      rss 

Exceto quando houver diferente indicação, o conteúdo deste site está licenciado sob a 'Creative Commons Attribution 4.0 International License'
Web Statistics