Sugestão
Subscribe to the Subscribe
And/or subscribe to the Daily Meditation Newsletter (Many languages)

Meditação Diária com Krishnamurti


pixabay.com

Abafado pela Influência


Por que envelhece a mente? Ela está velha, não é verdade, no sentido de estar a ficar decrépita, a deteriorar-se, a repetir-se a si mesma, presa aos hábitos — aos hábitos sexuais, religiosos, profissionais, ou aos diversos hábitos que se relacionam com a ambição. A mente encontra-se a tal ponto sobrecarregada com inúmeras experiências e memórias, tão frustrada e assustada com a tristeza que não é capaz de ver seja o que for com um olhar cheio de frescura, mas está constantemente a traduzir o que vê em termos das suas próprias memórias, conclusões, fórmulas, está sempre a citar; está amarrada à autoridade; é uma mente velha. Podemos perceber por que motivo tal acontece. Toda a nossa educação se baseia unicamente no cultivo da memória; e depois há esta comunicação em massa através dos jornais, da rádio, da televisão; há os professores que nas suas aulas repetem o mesmo assunto vezes sem conta até que o vosso cérebro fique saturado daquilo que eles estiveram a repetir, e vocês o vomitem num exame, obtenham o vosso diploma e prossigam com o processo — o emprego, a rotina, a interminável repetição. E não se trata apenas disto, há ainda a nossa luta interna de ambição com as suas frustrações, a competição não apenas pelos empregos mas também por Deus, o querer estar perto dele, saber qual o caminho mais rápido para chegar a ele...

Assim, o que está a acontecer é que, através da pressão, do stress, do esforço, as nossas mentes estão a ficar superpovoadas, abafadas pela influência, pela tristeza, consciente ou inconscientemente... Estamos a exaurir a mente, não a utilizá-la.

© 2016 Copyright by Krishnamurti Foundations


                         Diaspora      rss 

Exceto quando houver diferente indicação, o conteúdo deste site está licenciado sob a 'Creative Commons Attribution 4.0 International License'
Web Statistics