Sugestão
Subscribe to the Subscribe
And/or subscribe to the Daily Meditation Newsletter (Many languages)

Meditação Diária com Krishnamurti


pixabay.com

A Insatisfação Não Tem Qualquer Resposta


Com o que estamos insatisfeitos? Certamente, com o que é. O que é pode ser de ordem social, o que é pode ser o relacionamento, o que é pode ser aquilo que somos, aquilo que somos na nossa essência — que é o feio, os pensamentos errantes, as ambições, as frustrações, os inúmeros medos; é isso que nós somos. Ao nos afastarmos disso, pensamos que iremos encontrar uma resposta para a nossa insatisfação. Portanto, estamos sempre à procura de uma forma, de um meio de mudar o que é — é com isso que a nossa mente está preocupada. Se estou insatisfeito e se quero arranjar uma forma, um meio para chegar à satisfação, a minha mente está ocupada com a forma, o meio e a prática do meio que me levará à satisfação. Portanto, já não estou preocupado com a insatisfação, com as cinzas, a chama que está a arder, a que chamamos insatisfação. Nós não descobrimos o que está por detrás dessa insatisfação. Estamos apenas preocupados em nos afastarmos dessa chama, dessa ansiedade ardente...

Isto é tremendamente difícil, porque a nossa mente nunca está satisfeita, nunca está contente na observação do que é. Está sempre a querer transformar o que é noutra coisa diferente — o que constitui o processo de condenação, justificação ou comparação. Se observarem a vossa própria mente verão que quando ela fica face a face com o que é, então ela condena, compara-o com «o que devia ser», ou justifica-o, e assim por diante, empurrando dessa forma para longe o que é, colocando de lado aquilo que está a provocar a perturbação, a dor, a ansiedade.

© 2016 Copyright by Krishnamurti Foundations


                         Diaspora      rss 

Exceto quando houver diferente indicação, o conteúdo deste site está licenciado sob a 'Creative Commons Attribution 4.0 International License'
Web Statistics