Sugestão
Subscribe to the Subscribe
And/or subscribe to the Daily Meditation Newsletter (Many languages)

Meditação Diária com Krishnamurti


pixabay.com

A Energia Criativa


Agora, a questão é esta: existirá uma energia que não pertença ao campo do pensamento, que não seja o resultado de uma energia que se contradiz a si mesma e que é compulsiva, de auto-realização como frustração? Compreendem a questão? Espero estar a expressar-me com clareza. Porque, a menos que encontremos a qualidade dessa energia que não é um mero produto do pensamento que a pouco e pouco cria a energia, mas é também mecânico, a acção é destrutiva, embora possamos fazer reforma sociais, escrever livros extraordinários, ser muito espertos nos negócios ou criar divisões nacionalistas e tomar parte noutras actividades políticas, e assim por diante. Assim, a pergunta é se existirá uma tal energia, não em termos teóricos — porque quando somos confrontados com fatos, torna-se infantil e imaturo apresentar teorias. É como o caso de um homem que tem cancro e vai ser operado; de nada adianta discutirmos que tipo de instrumentos vão ser usados na operação ou outras coisas do género; temos de enfrentar o fato de que ele vai ser operado. Assim, da mesma forma, a mente tem de penetrar ou de estar num tal estado quando não está escravizada pelo pensamento. Afinal, todo o pensamento no tempo é invenção; todos os equipamentos, os aviões, os frigoríficos, os mísseis, a exploração do átomo, do espaço, tudo isso resulta do conhecimento, do pensamento. Nada disto é criação, a invenção não é criação; a capacidade não é criação; o pensamento nunca pode ser criativo, porque está sempre condicionado e nunca pode ser livre. É apenas aquela energia que não é produto do pensamento que é criativa.

© 2016 Copyright by Krishnamurti Foundations


                         Diaspora      rss 

Exceto quando houver diferente indicação, o conteúdo deste site está licenciado sob a 'Creative Commons Attribution 4.0 International License'
Web Statistics